O caso da Andressa Urach: a obsessão pelo corpo perfeito

É comum o descontentamento com partes do próprio corpo. Um dia a gente acorda, olha pro espelho e vê algo que deseja que seja diferente. Pode ser alguns sinais de expressão, excesso ou falta de peso, tamanho dos seios, curvas, os lábios, bumbum e onde mais incomodar de certa forma. Para todos esses desconfortos existe uma solução pronta, facilmente alcançada para todas as pessoas e (principalmente) mulheres que tenham coragem e um bom dinheiro de investimento.

A busca pelo corpo perfeito ou por detalhes como se deseja pode motivar uma mudança de vida e de hábitos que se forem bem orientados por um profissional da saúde pode trazer diversas melhorias e interferir diretamente na qualidade de vida das pessoas. É um bom resultado por um esforço necessário, motivo de orgulho para quem alcança a meta. Contudo, demanda tempo, nem todos aceitam o caminho e existe também o detalhe de que alguns desses considerados “defeitinhos” apenas podem ser sanados através de cirurgia corretiva ou modeladora.

Mas e quando sai do controle? E quando a obsessão pela beleza sai da linha? Os exageros por um corpo perfeito podem fazer muito mal, pode até mesmo virar um verdadeiro pesadelo. Não podemos nos esquecer do recente caso de Andressa Urach, o caso que chocou o Brasil e caiu na mídia internacional.

O caso de Andressa Urach e o alto e doloroso preço pela perfeição

andressa-urachAndressa Urach é um símbolo de beleza feminina. A gaúcha começou sua carreira artística cedo, como dançarina do Latino e depois investiu pesado para chegar onde chegou. Entre indas e vindas, Andressa conquistou o título de vice miss-bumbum brasileira e caiu na graça da mídia internacional ao se envolver com o jogador Cristiano Ronaldo. Em pouco tempo, ela viu sua carreira e vidas subirem a pontos extremos, recebeu e aceitou convites para posar para revistas masculinas e foi em frente.

Mas a reviravolta custou caro e doeu, doeu muito. Ao final de 2014, a musa viu sua vida virar de cabeça para baixo: um custo alto em sua saúde e estabilidade física – por complicações de saúde ela quase perdeu a vida em decorrência de inflamações provocadas por sua obsessão pela beleza.

Caso você não conheça a história toda, Andressa foi internada às pressas em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, por sentir fortes dores nas pernas. Após os exames foi detectada uma gravíssima inflamação em suas pernas devido à complicações pela aplicação de hidrogel e acrílico que a deixaram com o corpo perfeito, o corpo que buscava.

Após a cirurgia, a modelo entrou em coma sendo internada às pressas na UTI por ter desenvolvido uma infecção hospitalar. Segundo o boletim médico todo o quadro foi causado pelo excesso de hidrogel aplicado. Algo que muitas mulheres fazem e pode ser que não saibam dos perigos que essa atitude pode causar.

Andressa Urach quase morreu, literalmente, devido aos exageros pelo corpo perfeito.

Passado tudo o que enfrentou, ainda vítima de fortes dores ela abriu o jogo e contou que não passou por uma ou duas cirurgias plásticas. Andressa acostumou-se tanto à rotina do procedimento e estava tão determinada a investir no modelamento de seu corpo que passou por inúmeras delas.

Os resultados ainda estão presentes: atualmente ela enfrenta novo tratamento após no início de março de 2015 desenvolver outra inflamação. O pesadelo pode estar acabando e em entrevistas ela afirma que não se orgulha de tudo o que fez.

E nós, mulheres normais?

Falei sobre o caso de Andressa Urach para alertar, para mostrar que mesmo as divas, as heroínas atuais da mídia, as mulheres incríveis que estão no pódio do corpo ideal são humanas. São mulheres normais como eu, como você, como nossas amigas, nossas mães, irmãs e filhas.

Todas nós enfrentamos momentos onde queremos mudar parte do corpo. Até então, tomada a decisão e escolhido o médico de confiança, cabe aguardar à rotina de exames para iniciar o procedimento de plástica ou outros procedimentos de beleza.

Contudo, é necessário bom senso.

É preciso que o profissional seja capacitado, experiente. Ele precisa saber o que está fazendo e deve seguir todas as obrigatoriedades impostas para garantir bons resultados. Resultados que orgulhem, que acrescentem.

Mas é preciso também que nós percebamos o que estamos fazendo e que assumamos a responsabilidade pelos nossos atos.

Procedimentos cirúrgicos ou estéticos são médicos, são clínicos. Exigem dose certa, cuidados para a recuperação e controle.

Como um bom remédio, se utilizado em excesso pode virar veneno.

É preciso cuidado. Ame-se mais! Você já é perfeita como é, não se esqueça disso. É isso que te faz única e se dar uma “mexidinha” aqui ou ali for trazer felicidade, cuide da felicidade para que ela continue sempre presente.

Não se torne mais uma vítima da obsessão pela beleza, seja linda sempre!

 

The following two tabs change content below.
Domenica Mendes é redatora freelancer há mais de um ano e escreve para diversos sites e blogs. Possui formação em nível superior em História e em nível técnico em Segurança do Trabalho. Atua em diversos projetos e pretende trazer novidades e informações de qualidade às leitoras do Mais Dicas de Mulher.

1 comment

  1. Acompanhei o caso da Andressa Urach e acredito que a situação da Andressa serviu de lição e demonstrou que não vale fazer tudo e de qualquer forma para ter um copo bonito, pois antes de cuidar da estética é preciso cuidar principalmente da saúde . Ainda bem que hoje a Andressa esta bem e esse problema de saúde fez com que ela repensasse a vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *